terça-feira, 31 de maio de 2016

Hezbollah, Hamas, Estado Islâmico avançam contra Israel. Ameaças, túneis, armamentos, publicidade, Islã, anti-sionismo, antisemitismo, anti-americanismo, socialistas e comunistas, além de terrorismo e guerras monstruosas. Tudo isso está a serviço dos inimigos de Israel, inimigos dos judeus, inimigos do sionismo ou inimigos dos amigos de Israel. E cada um aí, apoia o terror por participar ou silenciar também? Cabe a nós refletirmos e agir ou não. Porém cabe a Israel, os judeus e seus amigos eliminar definitivamente sem negociações mentirosaa, males como Hezbollah e Hamas, custando o que custar e compremetendo com quase zero riscos seus soldados e estruturas.


Amigo de Israel

Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo! Isaías 5:20



terça-feira, 31 de maio de 2016


Hezbollah prepara-se para atacar Israel



A organização terroristaHezbollah está a cavar túneis a partir do Líbano em direcção ao norte de Israel, como fazem os terroristas do Hamascontra o sul de Israel. A informação é do jornal Al-Safir, que é conhecido pelo seu apoio ao Hezbollah.
O jornal publicou um artigo de capa comemorando o "Dia da Libertação", o 16º aniversário da retirada de Israel do sul do Líbano, em que analisou a situação actual do Hezbollah, que continua a lutar ao lado das forças de Bashar Al-Assad na Síria.


IDF (Forças de Defesa de Israel) destroem mais um túnel dos terroristas.

O artigo diz que a par com a luta sangrenta na Síria, onde tem sofrido pesadas perdas, oHezbollah continua as suas actividades contra Israel. Os terroristas do Hezbollah estão"de dia e de noite" ao longo da fronteira com Israel, "a realizar observações, a preparar e a escavar túneis que fazem com que os colonos e os soldados inimigos percam o sono", diz o artigo, de acordo com uma tradução feita pelo Instituto de Pesquisa dos Media do Médio
Oriente (MEMRI).

Israel é 0,5% do Médio Oriente. Não tem cessado de dar terras aos terroristas, mas eles insistem em ter o que resta - e em eliminar o que resta dos judeus na Terra.

(...) Na verdade, foi o Hezbollahque ensinou a outras organizações terroristas, particularmente aos"palestinos" da Faixa de Gaza, a doutrina do túnel, diz o artigo.

Confirmando a gravidade da questão, o Chefe de Gabinetedo IDFGadi Eisenkot, disse em Janeiro que a maior ameaça militar contra Israel é o Hezbollah.


Soldado do IDF no interior de mais um túnel de terrorismo descoberto.

Há relatos de operações de terrorismo via túneis em preparação pelo Hezbollah, do seu reforço militar(armamento da Rússia), daaquisição de um grande arsenal de mísseis e até mesmo da sua busca por armas químicas.

IDF tem vindo a preparar-separa outro ciclo de violência por parte do Hezbollah desde a conclusão da Segunda Guerra do Líbano, há uma década, no Verão de 2006.
Falando a jornalistas estrangeiros em Abril, o Maj. Gen. Yair Golan disse que qualquer futuro ataque doHezbollah contra Israel irá desencadear danos"devastadores" sobre o Líbano.

O bando terrorista islâmico e NAZI Hezzbollah, treina crianças no terrorismo, como  por exemplo oHamas, que usa as crianças como bombistas suicidas e escavadores de túneis (PARA AS EXECUTAR A SEGUIR). Nada disto preocupa a esquerda, que até acha bonito e glorioso!

Golan disse que qualquer guerra futura será "muito mais dura" do que qualquer coisa vista nos últimos 20 anos.
"Em qualquer crise futura, não iremos ver uma pequena guerra no Líbano. Vai ser decisivo. Vai ser uma guerra em grande escala", disse ele.
"Uma nova guerra poderá originar danos devastadores para o Líbano", incluindo em áreas civis, onde o Hezbollahesconde o seu arsenal e opera. "Não há outra maneira de remover esta ameaça sem ser criando grandes danos à infra-estrutura libanesa, a casas libanesas e outras instalações civis."
Por: Max Gelber, Unidos com Israel

CLIQUE NA IMAGEM PARA ACEDER AO SITE DA UNIDOS COM ISRAEL:
http://unitedwithisrael.org/es/#

O nosso breve comentário - Enquanto os terroristas islamistas-nazis do Hezbollahpreparam mais uma  investida contra Israel, a esquerda (que domina os media e a Universidade) está caladinha. Quando Israel responder, a operação será apresentada como uma iniciativa unilateral e não provocada da parte de Israel. Como aconteceu com a Operação Protecção-Limite, uma resposta de Israel aos ataques massivos do Hamas, que a esquerda explorou para apelar ao ódio anti-semita.

Pode querer (re)ver também:

Boaventura Sousa Santos, aqui posando junto de um lenço do bando terroristaHamas - que ele apoia, como qualquer"intelectual de esquerda" que se preza, também afirma que Israel é um tumor canceroso. A esquerda ama o terrorismo islâmico!
O comunista e islamistaBoaventura Sousa Santos, vaca sagrada do Marxismo global, até gravou um disco de"gangster-rap" com um artista chamado... Hezzbollah!!! 
Outro orgulhoso e assumidíssimo fã dos terroristas NAZIS doHezzbollah, que veste literalmente a camisola do bando, é o torpe  Lobitinho Inchalá, um anti-semita raivoso, como a generalidade dos JORNALISLAMISTAS.
É "gente" desta que perpetua o ódio a Israel e ao Mundo Livre em geral, e o amor pelas ditadurs comunistas e islamistas. Vêem o mundo ao contrário.
Terrorista Chuevara + Terrorista Arafat. Comunismo e Islamismo. São estes os deuses que as novas gerações são compelidas a adorar.

Nenhum comentário:


Postar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.




Dimona não pode continuar só. É imperativo e urgente novas opções com potencial equivalente crescente ou superior. O Estado Sionista Judeu De Israel precisa ter a liderança com muitos anos de vantagem em poder defensivo superior ao atual, vindo de baixo e de cima do mar, como da terra e ainda aéreo orbital. A única nação que tem credibilidade natural para zelar pelo equilíbrio do poder atômico americano e russo também é o moderno Israel e isso deverá fazer seus povos lutar contra o antisemitismo no seu próprio meio. Por hora, viva Dimona e ganhe logo bom apoio.






Menu ≡31 de Maio de 2016


Início » Internacional » Um projeto bélico por trás de uma usina nuclear israelense

ARMAS NUCLEARES

Um projeto bélico por trás de uma usina nuclear israelense
Uma das usinas nucleares mais antigas do mundo ajudou a construir o arsenal nuclear secreto de Israel

31 maio, 2016

Acredita-se que a usina nuclear é a fonte do material físsil usado para fabricar as armas nucleares de Israel (Foto: Wikimedia)



Com a cúpula brilhando à luz do sol em uma zona de exclusão no deserto de Negev, o reator nuclear perto da cidade israelense de Dimona foi durante anos um assunto de intensa especulação. Seu nome oficial simples, Centro de Pesquisa Nuclear, esconde um objetivo bélico. Os serviços de inteligência estrangeiros, cientistas nucleares e um antigo funcionário israelense dizem que a usina nuclear é a fonte do material físsil usado para fabricar as armas nucleares de Israel.

Os segredos atômicos do país sempre foram preservados com extremo cuidado, portanto, pouco se sabe a respeito da usina em Dimona. No entanto, funcionários da Comissão de Energia Atômica de Israel (IAEC) admitiram em uma conferência científica no mês passado, que o reator apresentava sinais de desgaste em razão da idade. Uma inspeção com ultrassom no núcleo de alumínio descobriu 1.537 pequenos defeitos e fissuras, disseram. A vida útil de um reator desse tipo é em geral de cerca de 40 anos. Com 53 anos de fabricação, o reator nuclear de Dimona é um dos mais antigos do mundo em funcionamento.

O reator, fornecido pela França, foi ligado 15 anos depois da criação do Estado de Israel. O primeiro-ministro do novo Estado, David Ben-Gurion, preocupado com possíveis conflitos na região, insistiu que Israel precisava desenvolver um programa nuclear, como um meio de intimidação. O programa foi dirigido por seu assistente, Shimon Peres, e os principais componentes do reator foram ativados pela primeira vez em 1963. O governo alegou que Dimona era uma “fábrica têxtil”.

Muitos dos sistemas auxiliares do reator foram reformados ou substituídos, mas o núcleo de alumínio não pode ser trocado. Os defeitos e fissuras detectados são monitorados com precisão e não há indícios que o reator possa causar problemas. Entretanto, na maioria dos países ele teria sido desativado há muito tempo. E as preocupações com sua segurança só aumentarão no futuro.

Facebook
Twitter
E-mail

Fontes:
The Economist-A textile factory with a difference


deserto de Negev
Israel
Opinião e Notícia
projeto bélico
The Economist
usina nuclear




1 OPINIÃO

Leonam Guimaraes
31 de maio de 2016 às 16:54

O reator de Dimona não comstitui uma usina nuclear, entendida como instalação nuclear para geração de energia elétrica. Dimona é um reator de pesquisa capaz de produzir plutônio “grau de arma” (“weapon grade”).



SUA OPINIÃO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

* Nome

* Email



RECEBA NOSSO BOLETIM DIÁRIO

NESTA DATA
31 DE MAIO
Em 2009, o Airbus A330 da Air France caiu no Oceano Atlântico, matando 228 pessoas



MAIS LIDAS

MAIS COMENTADAS
CULTURA
maio 24, 2016

Morre Nicolau Copérnico

2809 visualizações
CULTURA
maio 30, 2016

Voltaire, filósofo francês, ícone do Iluminismo

759 visualizações
BRASIL
maio 30, 2016

Polícia desqualifica vítima de estupro coletivo

663 visualizações
BRASIL
maio 24, 2016

Áudio de Jucá reforça tese de ‘golpe’ na mídia estrangeira

622 visualizações
BRASIL
maio 30, 2016

‘Lava Jato’ vai comandar a PF

531 visualizações










Quem Somos
Fale Conosco
Expediente
Anuncie
Trabalhe Conosco
Política de Privacidade
Blogs e Sites Parceiros
Termos de Uso
© Todos os direitos reservados 2015 - Opinião e Notícia.

Este grupo de jovens judeus celebra nesta famosa canção folk o regresso dos judeus à sua Terra, a Terra da promessa, a Terra de Israel, Sião!


terça-feira, maio 31, 2016

"APÓS 2 MIL ANOS, ESTAMOS EM CASA!"





Este grupo de jovens judeus celebra nesta famosa canção folk o regresso dos judeus à sua Terra, a Terra da promessa, a Terra de Israel, Sião!

Ao fim de 2 mil anos, o Eterno cumpriu a Sua promessa!



Shalom, Israel!

Sem comentários:


Em pé de igualdade: mulheres servem no exército israelense


Sputnik Brasil
versões regionais
EntrarCadastrar-se06:50 31 MAIO 2016


CAPA
BRASIL
MUNDO
SOCIEDADE
DEFESA
OPINIÃO
MULTIMÍDIA
CHARGES
OUVIR RÁDIO




BUSCA


FOTOS
Em pé de igualdade: mulheres servem no exército israelense
09:36 29.05.2016(atualizado 09:43 29.05.2016) URL curta
0170065

NOTÍCIAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
MAIS LIDAS
MAIS DISCUTIDO

06:21Relações entre OTAN e Rússia nunca serão como antes
05:45Submarinos Varshavyanka serão construídos em São Petersburgo
05:43Quando na cabeça tudo se mistura: depois de operação homem italiano se tornou francês
05:14O impossível se torna possível. Homem frita água
04:45EUA já não lideram ranking de competitividadeTodas as notícias


















© REUTERS/ AMIR COHEN
As militares da equipe de resgate durante as manobras no bosque Ben Shemen, nos arredores de Modiin, Israel. 23 de maio de 2016.

As mulheres israelenses não têm quaisquer privilégios no Exército, mas também não sofrem de discriminação.


Uma mulher jovem vestida em uniforme militar de rifle na mão é uma coisa bastante comum para os israelenses. Dezenas de milhares de mulheres servem no Exército do seu país, cumprindo o dever militar tal como os homens.


65

Mais:Moça sem medo: três anos, 201 países, três recordes mundiaisSangue fresco: Daesh treina mulheres para realizar atentados no Ocidente
Tags:
serviço militar, mulheres, Israel

MAIS FOTOS


Castelo das Cruzadas está sendo reconstruído na Síria
21140
14


Dentro de abrigos em Moscou
02669
10


Sereias modernas: arte hipnotizante
12480
12


Melhores fotos da semana de 13 a 20 de maio
02566
20
EM FOCO

EUA já não lideram ranking de competitividadeVeja como a economia mundial mudou passado um ano.
1440

Submarinos Varshavyanka serão construídos em São PetersburgoSubmarinos russos com tecnologia avançada stealth serão construídas na capital nórdica da Rússia.
0170

Quando na cabeça tudo se mistura: depois de operação homem italiano se tornou francêsOs cientistas britânicos e italianos descreveram um caso bastante estranho. Um italiano, depois de uma lesão do cérebro, começou a comportar-se como um francês caricatural.
087

Declarações continuam: Israel quer discutir paz com a PalestinaO primeiro-ministro de Israel anunciou de novo a sua prontidão de negociar a paz com a Palestina.
197

Coreia do Norte falha em novo teste de míssil balísticoA Coreia do Norte realizou na manhã desta terça-feira (31) (pelo horário de Pyongyang) uma tentativa mal-sucedida de um novo teste de míssil balístico de médio alcance, informou a agência de notícias sul-coreana Yonhap.
3511

Estupro coletivo: especialista aponta comportamento cínico da sociedadeO caso da adolescente de 16 anos estuprada por mais de 30 homens na Zona Oeste do Rio continua repercutindo no Brasil e no exterior. O caso está sendo apontado por profissionais de saúde, sociólogos, psicólogos e ONGs como um exemplo que ressalta a vulnerabilidade da mulher e as contradições da sociedade brasileira.
5333

MULTIMÍDIA
FOTOS
CHARGES
INFOGRÁFICOS

Castelo das Cruzadas está sendo reconstruído na Síria


SIGA A SPUTNIK
FACEBOOK
TWITTER



NOTÍCIASBrasilMundoSociedade
Ciência e tecnologia
Cultura
Esportes
Mundo insólitoDefesaOPINIÃOMULTIMÍDIAFotosVídeosInfográficosChargesRÁDIOProgramasEntrevistasOnde nos ouvirSPUTNIKQuem somosAplicativo móvelTermos de UsoContato
© 2016 Sputnik. Todos os direitos reservados

×
Sputnik NewsSputnikFREE - In Google PlayVIEW



Leia mais: http://br.sputniknews.com/fotos/20160529/4817133/mulheres-militares-israel.html#ixzz4AE38Fjzz